Igreja Católica Apostólica Romana

RELIGANDO:    Uma conexão das realidades naturais e transcendentais

Padre Emílio Bortolini Netto traz nesta coluna a conexão entre realidades naturais e transcendentais, aparentemente distantes, mas que estão conectadas.
Isso virá apresentado em 3 etapas:

  • A primeira é a dos “Óculos”, que nos ajudam a ver as coisas em sua objetividade, evitando ao máximo as projeções ideológicas.
  • A “Ponte”, que liga o assunto tratado a outras realidades, no plano horizontal.
  • Por fim desemboca na oração, no contato com o Criador, por meio da “Escada” que nos conecta a Ele. 

Unindo uma Ponte e uma Escada, temos exatamente uma CRUZ, porque é para ela que tudo conflui e busca redenção!

­­­­­Se observarmos atentamente a realidade, veremos que tudo o que existe é uma conexão de átomos, moléculas, células. Se fosse possível proibir toda e qualquer forma de conexão, o universo como conhecemos deixaria de existir. Portanto, a Lei Fundamental do Universo é “Conectarás!”

A base de tudo isso está na essência do próprio Deus, que, de acordo com a Revelação Cristã, não consiste na solidão do eu, mas na comunhão do Nós. Quando professamos, no Creio, que Deus Pai é o “criador do Céu e da Terra” (Apostólico), “de todas as coisas visíveis e invisíveis” (Niceno-Constantinopolitano), estamos, com isso, afirmando que existe um fio condutor que une todas as coisas, que é a sua origem, o fato de todos serem frutos da mesma árvore, filhos do mesmo pai, criaturas do mesmo criador. Pense num pintor que fez muitos quadros, ou num compositor que escreveu muitas canções. Elas podem ser diferentes entre si, mas todas tem algo em comum, que é o fato de terem sido feitas pelo mesmo artista.

Infelizmente, porém, nosso tempo, tão marcado pela conexão tecnológica, é, paradoxalmente, uma época de isolamento. As pessoas nunca estiveram tão próximas de quem está longe e tão longe de quem está perto. Isolamo-nos da Natureza. Isolamos nosso conhecimento, aperfeiçoando-nos em uma área mas permanecendo numa total ignorância de todo o resto, o que leva a uma visão de mundo fechada, a horizontes restritos, pois, se a conexão é a categoria essencial da realidade, o isolamento está na contramão.

Já passou da hora de superarmos isso. Não voltando ao passado, mas, a partir do presente, apontando para um futuro com horizontes mais amplos.

Aqui vemos a importância da Religião, cuja palavra significa exatamente “religar”, pressupondo uma união original que foi perdida, mas que pode e deve ser recuperada. É verdade que existem formas de religiosidade que fazem o oposto, causando intolerância, divisão, mas isso não anula a importância do sentimento religioso em si, apenas aponta os erros que surgem quando ele é negado ou deturpado.

Em Cristo, toda a Criação é abraçada e religada ao Criador, e quem segue Seus passos, trilha o mesmo caminho.

“Criaste-nos Senhor para Vós, e o nosso coração está inquieto enquanto não repousa em Vós”
(Santo Agotinho, Confissões, 1,1)

Padre Emílio Bortolini Neto

 

CONFIRA OS ARTIGOS