Igreja Católica Apostólica Romana

Quem quer ser padre?

Na entrada da Semana Santa, no contexto do Ano Vocacional (voltado para todas as vocações), proposto pelo Regional Sul 2 da CNBB, e às vésperas da celebração da Missa do Crisma, onde além da Bênção dos Santos Óleos, todos os padres fazem a renovação de seu Ministério Sacerdotal, o site da Diocese de União da Vitória replica uma matéria feita pelo portal UOL e compartilhada pelo site da CNBB Nacional, sobre a vocação sacerdotal. 

                                                                   Imagem – UOL.

A Matéria publicada no portal UOL, sobre a Vocação Sacerdotal está na sessão TAB, de matérias especiais multimídia. Os profissionais que assinam a matéria: a reportagem é de Mirella Nascimento, a direção de arte é de Marcelo Gerab e a fotografia de Felipe Gabriel. A equipe visitou seminários e conversou com seminaristas da Canção Nova, em Cachoeira Paulista e Taboão da Serra, em São Paulo e o texto final traz dados interessantes sobre o caminho vocacional.

 

O mundo mudou

Logo no início, uma constatação: “O mundo mudou muito, né? Quando eu entrei no seminário, em 2005, nós não tínhamos acesso ao celular. A telefonia móvel estava se popularizando. Não tinha WhatsApp, Facebook. Hoje a primeira coisa que seminarista faz quando entra no seminário é entrar no grupo do WhatsApp”, conta o padre Renato Gomes Alves, vice-reitor do seminário Nossa Senhora Aparecida, que faz parte da diocese do Campo Limpo“.

A repórter contextualiza: “O mundo não mudou sozinho, claro. O Brasil e a Igreja Católica também mudaram um tanto – se foi o suficiente, para melhor ou pior, que cada um tire suas conclusões.Desde 2005, quando o padre Renato entrou no seminário, foram três papas. Naquele ano, morreu João Paulo 2º, depois de 27 anos de papado. Bento 16 assumiu a igreja poucos dias depois. Renunciou em 2013, quando Francisco foi escolhido“.

Dados importantes

Clero da Diocese de União da Vitória, ao final da Missa do Crisma de 2017.

O UOL traz elementos para que se reflita a situação vocacional trazendo os últimos dados disponíveis: “No censo publicado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2010, pouco mais de 64% dos brasileiros se disseram católicos. Em sua pesquisa mais recente sobre o tema, o Datafolha aponta que a população brasileira católica caiu de 66% para 50% entre 2005 e 2016. No mesmo período, a parcela de evangélicos pentecostais passou de 14% para 22%. Por outro lado, o clero cresceu. Em 2005, eram 9.410 paróquias e 17.976 padres no Brasil. 

A estimativa do Ceris (Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais) para 2018 é de 11.700 paróquias e 27.416 padres”.

Leia a matéria

A Matéria traz textos, entrevistas, vídeo e muita informação. A CNBB está presente no “perfil da vocação”, com a participação de dom Jaime Spengler, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Ministérios Ordenados e Vida Consagrada.

Matéria do UOL na íntegra aqui:  QUEM QUER SER PADRE ?

Postagem: Pascom Diocesana
Diocese de União da Vitória

b-frase-12
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*