Igreja Católica Apostólica Romana

Dom Walter Jorge toma posse na Diocese de União da Vitória

"Na força da Graça do Espírito Santo, e motivado pelo Lema Episcopal, “Propter Iesum et Evangelium” – “Por Jesus e pelo Evangelho”, Dom Walter Jorge assume a Diocese de União da Vitória".

Manhã de sábado, 27 de abril de 2019, mais uma data que ficará registrada nos livros históricos da Diocese de União da Vitória, nas notícias de jornais e sites da cidade e região, e na memória de muitas pessoas, em especial, daquelas que vivem a fé na Igreja de Cristo, presente na Igreja Particular de União da Vitória.

Fiéis leigos e clérigos, no interior da igreja Catedral, acompanhando o Ato de Posse do novo bispo da Diocese de União da Vitória. (Imagem: Maurício Tabatchuk).

 

Passados 42 anos de história da Diocese, instalada em 06 de março de 1977, a porção do Povo de Deus presente na Igreja Particular de União da Vitória, composta por clérigos, religiosos, religiosas, e fiéis leigos e leigas, celebrou com júbilo, a Posse do seu 4º bispo Diocesano, Dom Walter Jorge Pinto.

Dom Walter Jorge, ao lado do bispo emérito, na cerimônia de acolhida, na sexta-feira, 26. (Imagem: Maurício Tab).

Essa caminhada de existência da Diocese foi brevemente apresentada ao novo bispo na Sessão Cultural de sua acolhida por uma das figuras principais dessa história, que foi Dom Walter Michael Ebejer, (OP), 1º bispo de União da Vitória, hoje emérito, que estando para completar 90 anos no dia 03 de agosto, pastoreou a Diocese por 30 anos.

União da Vitória ainda contou com Dom João Bosco Barbosa de Sousa (OFM), que conduziu a Diocese, de 2007 a 2014, quando foi transferido para Osasco (SP).

Passados um pouco mais de um ano e dois meses de Sede Vacante, sucedendo a Dom Agenor Girardi (MSC), bispo diocesano de 2015 a 2018, falecido em 08 de fevereiro de 2018, Dom Walter Jorge Pinto, Mineiro, de Ubá, vem continuar a história desta diocese, mas valorizando toda a caminhada construída anteriormente, como citou em seu discurso de Posse, ao agradecer todo o trabalho realizado por Dom Walter Ebejer, presente na celebração.

Dom Walter Jorge ao centro. Ao lado esquerdo, Dom Walter Michael Ebejer, 1º bispo de União da Vitória, hoje emérito, com 89 anos de idade. (Foto: Marcos A. Fotografias).

“Quero agradecer aqui a Dom Walter e a todos os demais, que fizeram uma caminhada tão bonita nesta Diocese; uma história tão solidificada aqui, testemunhada nas muitas obras e trabalhos pastorais. Nosso muito obrigado”, disse ele, dirigindo-se ao bispo emérito.

A cerimônia de Posse do novo bispo se deu às 10h, contando com aproximadamente mil pessoas entre clérigos e leigos. A forte chuva que caiu quarenta minutos antes da celebração não tirou a alegria e empolgação de fiéis que vieram de comunidades distantes, muito menos dos 58 ex-paroquianos de Dom Walter Jorge, que percorreram 27 horas de ônibus desde Viçosa-MG até União da Vitória. “Estamos muito felizes em estar aqui partilhando com vocês esta alegria e partilhando também Dom Walter Jorge, que foi um ótimo padre para nossa paróquia São João Batista. Certamente ele será um bom pastor para vocês também, e um bom administrador”, testemunhou Cida Alves, paroquiana, em entrevista ao Estrela Matutina.

Dom Walter Jorge em meio ao grupo de paroquianos da cidade de Viçosa – MG, que vieram para sua Posse em União da Vitória – PR. (Imagem: Maurício Tabatchuk).

 

Faltando quinze minutos para o início do Rito de Posse, a chuva cessou. Alguns raios de sol surgiram entre as nuvens carregadas, animando ainda mais os fiéis que se aglomeravam dentro da Catedral e debaixo das tendas montadas em frente à Igreja. Um telão de Led de 5 metros projetava aos fiéis fora da igreja o Rito de Posse, dado por Dom José Antônio Peruzzo, arcebispo de Curitiba – PR, no interior da Catedral. “Dom Walter Jorge, recebe o Báculo, símbolo do serviço pastoral, e cuida de todo o rebanho desta diocese de União da Vitória, da qual o Espírito Santo te constituiu bispo, afim de apascentar a Igreja de Deus”, exortava o arcebispo, com as palavras do Rito da entrega do Báculo (espécie de cajado que simboliza o pastoreio na Diocese).

Dom Walter Jorge presidindo a Missa de Posse. Ao lado esquerdo, Dom Walter Ebejer, 1º bispo da Diocese. (Imagem Divulgação).

 

Após ter tomado posse na Cátedra e ser revestido com as vestes litúrgicas para a missa, o novo bispo, de apenas 56 anos de idade, mas com uma experiência de dezesseis anos de sacerdócio saiu em procissão com demais bispos, padres, diáconos e seminaristas para fora da igreja se apresentando ao povo como o novo bispo diocesano.

Em procissão, revestido das vestes litúrgicas, Dom Walter seguiu para a Missa campal com todo o povo , em frente à Catedral. (Imagem: Maurício Tabatchuk).

“Ficou muito lindo e simbólico essa dinâmica do Rito, pois o povo que estava fora da igreja acompanhou ele entrando na Catedral como bispo ordenado para nós, e viu ele sair da igreja como o novo bispo da Diocese, bispo daquele povo e para aquele povo”, comentou Diego Ronaldo Nakalski, um dos cerimoniários, junto com Alison Marlon de Moura.

A procissão que se dirigia para o altar campal ganhava beleza sendo acompanhada pelo canto ‘Marcha da Igreja’, entoada pelo ‘Coral da Posse’, formado pelo Coral Sagrado Coração de Jesus, Coral do Rocio e o Coral Alemão. Na Catedral de arquitetura de elementos neogóticos, em processo de restauração das pinturas, figuras e detalhes originais, o canto ecoava, gerando emoção nos fiéis conduzindo-os à mística da celebração. “Esse canto é lindo e a letra dele nos transporta para a ideia da comunhão entre os leigos e os consagrados. Com eles caminhamos todos para a santidade. É de arrepiar”, testemunhava uma das integrantes do coral.

Dom Volodêmer Koubetc, arcebispo Ucraniano Católico, na celebração. (Imagem: Maurício Tabatchuk).

Com o cessar da chuva todos puderam participar mais tranquilamente da celebração da missa, que contou com arcebispos do Paraná, um bispo de Santa Catarina, da arquidiocese de Mariana – MG, e da Metropolia Ucraniana Católica.

O evento foi histórico não apenas para a Igreja local, mas também para a região sul do Estado. Representantes do Governo do Paraná, deputados, prefeitos de cidades da Diocese, vereadores e autoridades militares também se fizeram presentes.

Estou aqui, representando os demais prefeitos de nossa região, e queremos junto com o novo bispo ter uma ótima relação, com um profundo diálogo, para lutarmos pelo melhor desenvolvimento de nossa região, naquilo que pudermos atuar juntos”, destacou Santin Roveda, prefeito de União da Vitória – PR.

Da esquerda: Santin Roveda, prefeito de União da Vitória – PR; Eliseu Mibach, prefeito de Porto União – SC; e Marcelo Ritzmann, Sargento do Corpo de Bombeiros, de Porto União – SC. (Foto: Marcos A. Fotografias).

A Santa Missa encerrou-se ao meio dia e meia, com os festejos sendo continuados no salão da Catedral que acolheu em torno de 450 pessoas para o almoço. O tempo nublado como que quisesse colaborar com o bom andamento da celebração voltou a chover somente ao final dela, encarado pelos fiéis como um toque das mãos divinas. “Foi algo impressionante aquela trompa d’água antes da celebração parecendo que iria atrapalhar tudo, mas durante toda a cerimônia a chuva cessou. Como Deus é bom! ”, dizia uma fiel com gesto de gratidão. “Agora pode chover à vontade”, completava ela se dirigindo ao salão.

Dom Walter Jorge no dia seguinte, Domingo, 28, presidiu sua 1ª missa com fiéis de União da Vitória na Igreja Catedral, às 15h, celebrando a Festa da Divina Misericórdia. Como expressou nas palavras finais na Missa de Posse, o novo bispo se mostrou ansioso em poder o mais cedo possível conhecer melhor seu novo rebanho, visitando as paroquias e se reunindo com o clero. “Esta semana precisarei ficar uns dias fora por causa da 57ª Assembleia dos Bispos que acontece em Aparecida, de 01 a 10 de maio. Mas no que retornar, no primeiro contato com os padres quero agendar as visitas em cada paróquia, para darmos início juntos, na caminhada do projeto que Jesus espera de nós”, anunciou ele.

Dom Walter Jorge celebrando a Missa na Festividade da Divina Misericórdia, na Catedral de União da Vitória. (Foto – Karine Livian).

 

Brasão de Dom Walter Jorge, com seu Lema Episcopal.

Às autoridades civis e militares deixou o recado que deseja continuar atuando junto, como Igreja, em projetos para o bem comum. “Ouvi falar de belos trabalhos em conjunto aqui. Desejo caminhar junto com os senhores, como Igreja. A Igreja não tem Partido, mas não é alheia à vida Política e nem poderia ser. Vamos continuar nessa caminhada bonita”, motivou o novo bispo.

Dom Walter Jorge assume a Diocese de União da Vitória na força da Graça do Espírito Santo, motivado também no Lema que escolheu para o seu Ministério Episcopal: “Propter Iesum et Evangelium” – “Por Jesus e pelo Evangelho”, baseado no contexto do Evangelho de Marcos, capítulo 8, versículo 35.

Texto: Marcelo S. de Lara
Setor de Comunicação da Diocese
Diocese de União da Vitória – PR

 

Vídeo da Transmissão da Missa de Posse:

GALERIA DE FOTOS

Acolhida de Dom Walter Jorge, na Matriz do Rocio, em União da Vitória:
Imagens: Maurício Tabatchuk, Marcelo S. de Lara e Foto Íris.
Tomada de Posse na Igreja Catedral
Imagens: Maurício Tabatchuk e Foto Íris.
Fotos da Celebração. (Imagens: Marcos A. Fotografias)
1ª Missa na Catedral, 28 de Abril (Domingo da Misericórdia)
Imagens: Marlon Souza 
1ª Missa na Catedral, 28 de Abril (Domingo da Misericórdia)
Imagens: Karine Livian – (Walderis Noivas e Eventos) 
Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.