Igreja Católica Apostólica Romana

Coroação a Nossa Senhora por crianças da catequese encanta fiéis da Catedral

Com vestes de anjo, 22 crianças e adolescentes da catequese da igreja Catedral, de União da Vitória, encantaram fiéis que participaram da missa da Coração de Nossa Senhora, na sexta-feira, 31, encerrando o mês de maio, dedicado pela Igreja como Mês Mariano.

Em torno da escadaria ornamentada e com cestinhas com pétalas de rosas, as crianças e adolescentes louvavam a Maria com cantos Marianos.

 

A encenação que é organizada por membros da Legião de Maria, da Catequese e por voluntários, se deu após a santa missa das 19h, presidida por Dom Walter Jorge, bispo diocesano, e concelebrada pelo padre Silvano Surmacz, pároco da Catedral.

Com velas nas mãos, Dom Walter Jorge e demais fiéis acompanham a entrada dos “pequenos anjos” para a coroação à imagem de Nossa Senhora.

Em procissão, após o Rito de Comunhão, as crianças que ensaiaram durante quase dois meses, entraram pelo corredor da igreja até o presbitério, onde estava ornamentado o espaço, com a Imagem de Nossa Senhora, para a coroação. “Ensaiamos durante um mês e meio com elas, três vezes por semana para que elas pudessem pegar bem as músicas e os gestos da encenação”, comentou Patrícia Fromkczak, uma das organizadoras, envolvida há cinco anos na encenação.

Enquanto organizava as crianças, Maria Glacy Hermann, membro da Legião de Maria, comentou da importância desse momento e principalmente da ajuda de outras pessoas para que a encenação continue acontecendo. “Essa coroação era antes responsabilidade da Legião de Maria. Hoje contamos com a ajuda importante da Patrícia e também da Marciana Masieiro, que nos ajudam a manter essa tradição linda e encantadora ”, comentou a senhora Glacy, há 23 anos participante da Legião de Maria e envolvida no evento da coroação.

Ansiosos e alegres os “pequenos anjos”, junto com as organizadoras, aguardavam na porta da Catedral, a entrada para a Coroação.

 

Na homilia, Dom Walter Jorge refletiu sobre as atitudes de fé de Maria, baseando-se no Evangelho de Lucas 1, 39-47, quando Maria visita sua prima Isabel. “Maria era uma mulher alegre, que vivia a fé e os mandamentos de Deus não como um peso, mas com alegria; exultava de alegria em Deus. ‘A minha alma exulta em Deus meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva’, expressou ela no Cântico. Nós queremos evangelizar, mas será que demonstramos a alegria da fé para as outras pessoas? Será que encantamos com as nossas atitudes? ”, questionava o bispo.

Dom Walter Jorge convidando os fiéis presentes à reflexão, no momento do Ato Penitencial.

Outra ideia deixada por ele aos fiéis foi a do Serviço, apontando Maria como aquela que é modelo do servir alegre. “Vocês viram como Maria foi visitar a sua prima? Não foi vagarosamente, mas apressadamente. Ela tinha alegria no coração que a movia para o serviço, para anunciar o seu Filho; uma alegria traduzida em obras de compaixão, de misericórdia, de amor”, comentou o Pastor da Diocese.

Com as luzes da igreja apagadas, todos os fiéis a iluminaram com pequenas velas nas mãos. Enquanto isso, as crianças e adolescentes com rosas, lírios e a coroa se aproximavam da imagem de Nossa Senhora das Graças para a coroação. Junto com todos os fiéis os “pequenos anjos” entoavam cantos a Nossa Senhora e jogavam pétalas de rosas. Em sincronia com o gesto da coroa sendo colocada na cabeça da imagem de Maria, o canto “Te coroamos. Ó Mãe…., ressoava pela igreja.

A foto oficial dos pequenos atores, junto com o bispo, um diácono e o padre Silvano, pároco da Catedral, registrou mais uma coroação que ficou na história.

 

A celebração foi encerrada com a bênção dada pelo novo bispo diocesano, que ainda motivou a todos darem um “Viva a Nossa Senhora”, por três vezes.

Texto: Marcelo S. de Lara
Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória

VÍDEO DA COROAÇÃO

FOTOS

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.