Igreja Católica Apostólica Romana

Paróquia de Rio Claro do Sul celebra 50 anos da presença dos padres poloneses

No dia 05 de janeiro, a paróquia Nossa Senhora do Rosário, de Rio Claro do Sul – Mallet, comemorou o jubileu de 50 anos do serviço missionário dos padres da Congregação da Sociedade de Cristo para os Imigrantes Poloneses no Brasil, que atuam na comunidade desde junho de 1968.

Provincial da Congregação Sociedade de Cristo, padre Casemiro Dlugosz, presidindo a Santa Missa com grande participação dos fiéis da comunidade polonesa.

 

O momento histórico foi celebrado com a Santa Missa às 9h, presidida pelo padre Casemiro Dlugosz, superior provincial da Congregação, e pelo padre Anderson Spegiorin, pároco, que atua na paróquia desde 11 de março de 2011.

Ainda na celebração, após a homilia, uma placa comemorativa em alusão aos cinquenta anos, posta no interior da igreja, foi consagrada pelo provincial.

O cerramento da Placa comemorativa dos 50 anos e a bênção dada pelo Provincial, acompanhado do padre Anderson, pároco.

 

Ao final da celebração, em procissão, os fiéis se dirigiram até a construção do novo centro catequético que está sendo erguido na matriz. Uma cápsula do tempo, contendo cópia de uma Ata, o último jornal diocesano Estrela Matutina, a biografia do padre Zygmunt, o calendário da paróquia de 2020 e algumas moedas, posta junto à pedra fundamental foi também abençoada pelo provincial. O Centro Catequético levará o nome do padre Zygmunt Szwajkiewicz, também missionário da Sociedade de Cristo que teve grande participação na história e construção da paróquia de Rio Claro, quando ali atuou nos anos de 1970 até 1984.

Padre Casemiro abençoando o local da construção do novo centro catequético. Nas mãos do padre Anderson alguns objetos na cápsula do tempo. No canto direito da foto, Moacir, o prefeito de Mallet.

 

Contando ainda com a presença do prefeito de Malett, Moacir Alfredo Szynwelski, e o vereador de Rio Claro do Sul, Ivo Rodrigues, uma ambulância adquirida pela prefeitura de Mallet para atender aos moradores de Rio Claro do Sul e região foi abençoada.

O prefeito de Malett, com a primeira dama, acompanharam o momento da bênção da nova ambulância para a comunidade de Rio Claro.

 

Informações: Débora Rodrigues de Lima
Rio Claro do Sul – PR

Breve Histórico da Congregação no Brasil:

No dia 8 de setembro e 1932, o primaz da Polônia, cardeal Augusto Hlond, assinou o decreto de fundação da Congregação, comunidade religiosa, que tem como carisma, a assistência pastoral aos poloneses que residem fora da Polônia. A Casa Central da Sociedade de Cristo fica em Poznań, Polônia.

O decreto de ereção da primeira província dessa congregação na América do Sul, Província de Nossa Senhora Imaculada, foi assinado no dia 8 de dezembro de 1977 pelo então superior geral, padre Czesław Kamiński SChr. No início de janeiro de 2008 se deu o 50º aniversário da vinda dos primeiros sacerdotes da congregação para o Brasil, e no dia 2 de janeiro de 1958, o primeiro membro da Sociedade de Cristo no seio da comunidade polônica brasileira foi o padre Czesław Czartoryski. Naquele mesmo ano vieram os seus companheiros, os padres Stanisław Nowak, Zygmunt Supieta e Józef Wojda.

A vinda dos primeiros padres estava relacionada com a aceitação de paróquias oferecidas pelos bispos locais, ou daquelas que nos seriam entregues por padres diocesanos poloneses, ou por alguma congregação religiosa que entregasse alguma paróquia. O padre Czesław Czartoryski tornou-se o primeiro superior dos padres da Sociedade de Cristo no Brasil. No início da sua estada no Brasil, em companhia do padre Jan Pitoń CM – reitor da Missão Católica Polonesa – viajou ao Rio Grande do Sul para familiarizar-se com a situação e assumir alguma paróquia onde vivessem descendentes dos imigrantes poloneses.

O Estado seguinte que os padres da Sociedade de Cristo se dirigiram para prestar assistência pastoral foi o Paraná, que no Brasil é o Estado que concentra o maior número de descendentes poloneses. O primeiro núcleo que a Sociedade de Cristo assumiu foi a paróquia de S. João Batista, em Curitiba, onde seus membros trabalham desde 14 de novembro de 1965. O primeiro pároco foi o padre Stanisław Pagacz.

Em Rio Claro do Sul – Mallet

A paróquia seguinte a ser assumida pelos padres da Sociedade de Cristo no Paraná foi a de Rio Claro do Sul, em junho de 1968, anteriormente servida pelos padres vicentinos. No dia 6 de outubro de 1966 a paróquia comemorou o centenário da sua existência. Além disso, no dia 23 de fevereiro de 1997, a igreja paroquial de Rio Claro, popularmente chamada Częstochowa Paranaense, foi elevada pelo então bispo da diocese de União da Vitória, Dom Walter Ebejer OP, à dignidade de santuário mariano diocesano.

Paróquias no Paraná:

Atualmente a Sociedade de Cristo atende no Paraná a 13 paróquias: Rio Claro do Sul, Mallet, Santana, Cruz Machado, Campo do Tenente, Bateias, Campo Largo, Balsa Nova, Virmond, Espigão Alto, além de 03 paróquias situadas na cidade de Curitiba: S. João Batista, S. Pedro e S. Paulo e Nossa Senhora de Nazaré. As mencionadas paróquias pertencem a quatro dioceses: Curitiba, Guarapuava, São José dos Pinhais e União da Vitória.

Na capital do Estado, em Curitiba, encontra-se a Casa Provincial da Sociedade de Cristo. A bênção solene da nova sede da congregação foi realizada pelo bispo Dom Pedro Fedalto no dia 21 de fevereiro de 1974.

Fonte: Polonicus: Revista de reflexão Brasil – Polônia. Em: https://www.polonicus.com.br/site/biblioteca_interna.php?cod=61

MAIS FOTOS

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.