Igreja Católica Apostólica Romana

Exercícios Espirituais de Santo Inácio para a Vida Cotidiana (EVC)

"É imprescindível para a oração ter a convicção de que Deus está comigo".

Nesta sexta-feira, 31 de julho, a Igreja celebra a Memória de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, dos padres Jesuítas. Inácio nasceu no Castelo de Loyola, em Azpeitia, região basca ao norte da Espanha, em 1491. Filho de família cristã da nobreza rural, foi batizado como Iñigo, passando mais tarde a assinar Inácio.

Atuou como cavaleiro em alguns reinados em sua juventude, mas, tendo contato com textos religiosos em um momento de enfermidade, repensou sua vida, e resolveu viver como eremita e mendigo. Inácio queria ter tranquilidade para fazer suas anotações em um caderno que, mais tarde, iriam se transformar no livro dos Exercícios Espirituais (EE), considerado até hoje um de seus mais importantes legados.

Imagem retratando Santo Inácio se recuperando da fratura, enquanto meditava sobre toda sua vida. (Imagem Divulgação).

 

Os Exercícios Espirituais aqui apresentados são uma adaptação das experiências dos EVC já desenvolvidos por orientadores jesuítas e Centros de Espiritualidade Inaciana do Brasil.

I – Apresentação

1) O que são os Exercícios Espirituais (EEs)?

É uma metodologia de desenvolvimento espiritual, proposta por Santo Inácio de Loyola. A primeira redação se deu no ano de 1522, refletindo sua experiência espiritual. Mais tarde, foi enriquecida com sua experiência apostólica e sua formação intelectual (Paris, 1528-1535 e Veneza, 1536-1537). Exercícios Espirituais é qualquer modo de examinar a consciência, meditar, contemplar, orar vocal ou mentalmente e outras atividades espirituais.

Desenho retratando Santo Inácio em suas meditações.

2) Para que servem os Exercícios Espirituais?

Eles têm três metas: a) ser uma “escola de oração”, promovendo uma profunda união com Deus; b) desenvolver condições humanas e espirituais para que o exercitante tome uma decisão importante na sua vida; c) ser uma ajuda para a pessoa alcançar a liberdade de espírito, através da consciência do sentido de sua existência, discernindo o que mais a conduz para a vida em plenitude.

3) O que significa “método de exercício espiritual”?

É um roteiro de exercícios. Comparando-se a um roteiro de exercícios musicais para aprender a tocar um instrumento, a beleza da matéria está no resultado que a prática dos exercícios produzirem. Com o passar do tempo, a execução da música torna-se espontânea e resulta na beleza da música; afinação e sintonia com a orquestra.

4) Como praticar os Exercícios Espirituais?

Podem ser feitos na modalidade de um “Retiro Espiritual”, afastando-se do seu local de vida e de atividades cotidianas para um lugar mais propício à meditação. A Companhia de Jesus e outras congregações religiosas dispõem de casas de retiro espiritual.

Outra modalidade são os “EXERCÍCIOS NA VIDA COTIDIANA” (EVC), que sem se afastar dos afazeres diários e se retirar a um lugar isolado, você poderá fazer os exercícios no dia-a-dia de sua vida.

5) Como praticar os Exercícios na Vida Cotidiana (EVC)?

Imagem do Livro dos Exercícios Espirituais.

1º) Durante 30 dias, para cada dia, você seguirá um roteiro de meditação.
2º) Procure se ater somente ao roteiro, pois, é um caminho a ser percorrido espiritualmente, em oração, e não apenas intelectualmente.

3º) Nos 30 dias, dedique 30 minutos diários à meditação. Se possível, faça o exercício no início do dia, antes de iniciar os afazeres, em ambiente silencioso que possibilite a concentração. No restante do dia retome o Exercício, repetindo a frase ou palavra do texto bíblico que mais lhe marcou.

*Se você não puder dedicar 30 minutos exclusivos para o Exercício, poderá fazê-lo enquanto estiver em trânsito para o trabalho, ou em algum intervalo, durante o dia. Faça a leitura do texto bíblico antes de sair de casa, imprima a página do Exercício Diário e memorize uma frase ou uma palavra que mais te chamou atenção no texto. Quanto ao tempo de oração, Santo Inácio insiste na fidelidade diária e na pontualidade, pois essa “disciplina espiritual” é importante para adquirir um hábito espiritual.

6) Orientação / acompanhamento espiritual?

Se você tiver em sua Paróquia ou Comunidade alguém que já tenha feito os EEs completos, procure, preferencialmente no final de cada semana (ou após os 30 dias), um acompanhamento espiritual. Nesta orientação narre os momentos mais significativos de sua caminhada espiritual para daí receber ajuda para discernir os próximos passos. Se possível, procure participar de um grupo de partilha dos EVC, acompanhado por pessoa experiente em orientação espiritual.

7) O roteiro de EEs

O que se apresenta em seguida é uma proposta. Contudo, você mesmo poderá formular um roteiro de caminhada espiritual. O texto do Evangelho da Liturgia Diária é excelente.

II – Roteiro Básico dos Exercícios Diários

Para praticar os EEs, procure memorizar os 5 passos descritos em seguida, que deverão ser seguidos diariamente:

Primeiro Passo

*Colocar-se na presença de Deus

A Oração é um diálogo com Deus! É imprescindível para a oração ter a convicção de que Deus está comigo, para me ouvir e me falar, para relacionar-se comigo. Sempre, ao iniciar a oração, dedique um tempo para tomar consciência da presença de Deus em sua vida, “aqui e agora”.

Segundo Passo

*Pedir a Graça de Deus

Apresente a Deus o pedido da Graça que deseja alcançar. Dizer o que desejo (e repetir isso várias vezes) fortalece a vontade e configura a mente e o afeto para acolher a vontade de Deus. Há um pedido próprio para cada fase dos exercícios. Conforme a dinâmica dos EEs, o pedido faz parte de uma pedagogia que possibilita um desenvolvimento espiritual. Formule este pedido com suas próprias palavras e o repita em todos os Exercícios da semana.

Terceiro Passo

*Meditar a Palavra de Deus

Leia com atenção o texto bíblico proposto para o Exercício do dia. O que Deus está me dizendo através desta palavra? O que isso pode significar para mim, na situação em que vivo atualmente? Meditar o texto bíblico sem pressa, permitindo que a Palavra de Deus ecoe no íntimo de seu ser e existir. Saboreie interiormente cada palavra, cada frase. Durante o dia, recordar e repeta várias vezes a frase ou palavra que mais te marcou.

Quarto Passo

*Fazer um Colóquio com Deus

Conclua sua oração conversando com Deus a respeito do seu momento de oração. Fale a Ele o que você tem sentido. Numa relação de confiança não tenha receio de manifestar a Deus os verdadeiros sentimentos e pensamentos que o Exercício Espiritual suscitou em você. As “moções do Espírito” são instrumentos pelos quais Deus age no ser humano.

Quinto Passo

*Anotar

Concluído o Exercício, anote em seu diário espiritual as percepções mais significativas da oração. O que mais me marcou interiormente? Que sentimentos, moções ou percepções a oração suscitou em mim? O que você sentir no final de cada Exercício será matéria para a orientação espiritual.

III – Orientação

1ª) Em cada semana você deverá repetir os mesmos passos, mudando, apenas o texto bíblico da meditação. Mas, se em determinado Exercício o texto despertou em você moções significativas, livremente, você poderá retomá-lo em outros momentos.

2ª) No domingo, faça uma “repetição” dos momentos mais significativos dos exercícios da semana. Participando da Missa ou da Celebração da Palavra tome como matéria de sua oração um dos trechos bíblicos da liturgia dominical.

3ª) As orientações que aparecem no final do roteiro diário devem ser lidas fora do momento da oração. Como em todos os textos, você deve se deter na reflexão dessas orientações somente se houver aí alguma contribuição para o momento que você estiver vivendo e para o êxito da caminhada.

) Santo Inácio de Loyola chama atenção para a generosidade, atitude importante para o sucesso dos Exercícios Espirituais. Segundo Santo Inácio, amor é a partilha de dons e bens entre as pessoas que se amam “Ofereça-lhe todo seu querer e liberdade, para que Deus se sirva, conforme Sua vontade, tanto de sua pessoa, como de tudo o que tem” (EEs, 5ª Anotação).

FONTE:  https://www.jesuitasbrasil.org.br/
Postagem: Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória – PR

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.