Igreja Católica Apostólica Romana

Mensagem de Dom Walter Jorge pelo Jubileu de Ouro do Pe. Abel

JUBILEU DE OURO SACERDOTAL DO PADRE ABEL ZASTAWNY

(Mensagem de Dom Walter Jorge Pinto)

Querido Padre Abel!

Com alegria celebramos hoje esta data tão importante em sua vida e também na vida da Igreja, em especial, na vida da nossa Igreja Particular de União da Vitória: o seu Jubileu de Ouro Sacerdotal. É importante esta data pois, afinal, são 50 anos de vida sacerdotal, com tudo aquilo que isto significa, desde o seu sim ao chamado que Deus lhe fez, mais longe ainda no tempo, quando ainda era um garoto, passando por sua ordenação no dia 04 de julho de 1970, ainda pelas comemorações de cada um destes anos de sua vida doada a Deus e ao seu reino, até chegar neste dia jubiloso! Há, de fato, muito o que agradecer.

Embora eu esteja tão recentemente em nossa Diocese, quero lhe dizer que para mim é uma grande honra poder celebrar um Jubileu de Ouro Sacerdotal, pois sei o quanto significa a fidelidade de um sacerdote no sim continuado no tempo, passando pelas alegrias do serviço pastoral, mas também pelas dificuldades ligadas a este mesmo serviço ou às fragilidades humanas na resposta que se deve dar. E o senhor, Pe. Abel, chegou até aqui com a sua resposta cotidiana a Deus.

Por isso, posso dizer que é motivo de um saudável orgulho saber que um sacerdote de nossa Diocese de União da Vitória traz para ela este verdadeiro troféu. Sim, porque é sua vitória, mas é também de todos nós, da nossa Igreja que se encontra aqui nestas terras paranaenses. É uma alegria que não nos será tirada mais saber que um sacerdote nosso tem combatido o bom combate, tem guardado sua fé sacerdotal há 50 anos, no serviço amoroso ao povo que Deus lhe confiou. E, se Deus quiser, seguirá ainda em frente nesta mesma doação generosa até quando Deus o permitir.

Apesar do pouco tempo em que aqui estou, como já dito, posso perceber que foi grande a sua dedicação à Igreja, servindo-a nos inúmeros encargos que lhe foi confiado com esmero, sem medir esforços em prol do bem do seu povo. Aproveito, pois a ocasião, para agradecer em nome dos bispos com os quais o senhor colaborou, em nome do clero que, tenho certeza, gostaria de estar aqui neste momento, mas não o pode fazer por causa das limitações impostas pela atual pandemia, faço-o também o nome do nosso povo, cujos presentes aqui representam a muitos e muitos que também queriam aqui estar.

Padre Abel, a Carta aos Hebreus no capítulo 5, 1-2, afirma que “o sacerdote é tirado do meio dos homens e instituído em favor dos homens nas coisas que se referem a Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. Sabe ter compaixão dos que estão na ignorância e no erro, porque ele mesmo está cercado de fraqueza”. E continua dizendo que é o próprio Deus quem o escolhe. Neste dia do seu Jubileu de Ouro Sacerdotal, queremos, pois, louvar a Deus que o separou do meio do povo e que o escolheu para ser um outro Cristo para as pessoas, pois, como ensinou São João Maria Vianney, “o sacerdote é o amor do Coração de Jesus (e) quando virdes o padre, pensai em Nosso Senhor Jesus Cristo”. Queremos, então, louvar a Deus por tê-lo escolhido para, ao longo destes 50 anos de vida sacerdotal, oferecer tantas vezes o Santo Sacrifício em prol da humanidade, pelas incontáveis vezes que lhe permitiu em Seu nome e na Sua pessoa, perdoar multidões de pecados, reconciliando os homens com Deus; pelas vezes que ministrou os Sacramento da nossa salvação, inserindo no Corpo de Cristo a tantos novos fieis.

Queremos exaltar o Pai do Céu pelo seu sim que animou tantas vidas que se encontravam caídas, pela condução de tantos jovens a Cristo nesta etapa mais decisiva de suas vidas. Agradecer por seus inúmeros serviços prestados aos enfermos, aos enlutados, ao Seminário e à Cúria de nossa Diocese. Enfim, agradecer cada oração feita pelo senhor no silêncio do quarto, onde só o Pai vê e, por meio delas, soube fazer chegar os seus benefícios a tantos necessitados.

Querido Padre Abel, muito obrigado por tudo! É muito bom tê-lo em nosso clero, é muito bom tê-lo como amigo e irmão!

Parabéns por seu Jubileu de Ouro Sacerdotal celebrado nesta data!
Deus o abençoe sempre mais!

União da Vitória, 04 de julho de 2020.

Dom Walter Jorge
Bispo Diocesano de União da Vitória

Postagem: Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória – PR

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.