Igreja Católica Apostólica Romana

Construções no ‘Setor São Mateus’ melhoram espaços de celebração e evangelização

Quatro paróquias do ‘Setor São Mateus’ estão investindo em melhorar o ambiente da comunidade para as celebrações e espaços de evangelização. Com campanhas, promoções, ajuda de fiéis e voluntários, salões e igrejas estão sendo construídas e ampliadas.

Matriz Perpétuo Socorro, com início das obras de ampliação, aos fundos da igreja.

Matriz Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – São Mateus do Sul

Na cidade de São Mateus do Sul, a paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro está ampliando sua Matriz. A obra que começou em junho deste ano irá contemplar espaço mais amplo para as sacristias, tendo como novidade uma capela para o Santíssimo, um oratório para o ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e um auditório no térreo para 120 pessoas, visando formações e encontros.

 

Comunidade Rosa Mística – Vila Pinheirinho – São Mateus do Sul

Capela Rosa Mística. Ao lado o salão onde é celebrada as missas, aulas de catequese, e realizadas as promoções.

Fazendo parte da paróquia do Perpétuo Socorro, situada no perímetro urbano, a comunidade Nossa Senhora da Rosa Mística, no bairro Pinheirinho, está quase concluindo sua igreja.

Identificada na época do padre José Chipanski como uma potencial capela, após a doação dos terrenos em 2006, se iniciaram as missas nas casas, e em 2007, já no pavilhão construído. Uma das últimas etapas realizadas em agosto deste ano foi a torre da Igreja e o piso. A previsão de conclusão é julho de 2019.

 

Comunidade São João Paulo II – São Mateus do Sul

Outra comunidade da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada na saída para a cidade de São João do Triunfo, é a comunidade São João Paulo II. Com a ajuda de fiéis e voluntários, a comunidade está construindo seu salão para as festas e promoções, com o intuito de poder com as promoções investir no levantamento da futura igreja da comunidade.

Salão da comunidade São João Paulo II. Ao lado esquerdo o espaço amplo da churrasqueira.

As obras da construção do salão se iniciaram em 2014. Além do grande espaço do salão uma ampla churrasqueira já foi levantada. “O sonho para a construção da Capela assim como foi do salão são ousados, com a comunidade dando passos para este sonho ser realizado”, diz padre Sidnei Reitz, atual pároco. 

Matriz Nossa Senhora Aparecida. O espaço aberto ao lado direito está projetada a construção da Casa Paroquial.

Matriz Nossa Senhora Aparecida e Czestochowa – São Mateus do Sul

Situada na Vila Nepomuceno, em São Mateus do Sul, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida e Czestochowa também está com projeto de construção. Única paróquia na diocese que não possui salão para festas nem casa paroquial, desde o mês de agosto a paróquia está com uma campanha para atingir a este propósito.

Com os espaço já definidos para a construção do salão e da casa paroquial, a comunidade está na fase da legalização dos projetos e escritura. Para o padre João Henrique, administrador paroquial, é necessário levantar essas estruturas para melhor atender o povo.

Projeto gráfico da revitalização da Matriz São João Batista. (Ilustração).

Matriz São João Batista – São João do Triunfo

Fundada em 08 de junho de 1900, a paróquia São João Batista, de São João do Triunfo, há 30 Km de São Mateus do Sul, está também com um projeto de revitalização para a igreja Matriz.

Contando com o envolvimento de toda a comunidade que abraça a causa, o pároco, padre Fabiano Bulcovski está otimista. “O Projeto de Revitalização envolve reparo nas rachaduras, pintura externa e interna, além de melhoria na acessibilidade para os fiéis”, declara o pároco.

 

 

Matriz São José Castíssimo Esposos da Virgem Maria – Antonio Olinto

Junto com a praça, a nova Matriz São José, em Antônio Olinto, chama a atenção pela sua arquitetura.

Pertencente ao Setor São Mateus, a paróquia São José Castíssimo Esposo da Virgem Maria, da cidade de Antônio Olinto, inaugurou em julho deste ano sua nova igreja. Por problemas estruturais e de acomodação, a antiga Matriz, que já era a segunda igreja da comunidade, teve sua demolição começada em 21 de abril de 2012.

Segundo o padre Antônio Carlos Rodrigues, pároco, a Bênção e Consagração da nova igreja está prevista para acontecer em cerimônia solene, com o novo bispo da Diocese.

Texto e Fotos: Marcelo S. de Lara
Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória

 

Outras Imagens 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*