Igreja Católica Apostólica Romana

Clero se prepara para retiro anual – Entrevista com o pregador, Dom Amilton

"O Retiro sempre faz muito bem ao padre".

Dos dias 04 à 07 de fevereiro, o clero da diocese de União da Vitória, padres e alguns diáconos, estará em retiro espiritual. O retiro será feito na Casa de Retiros Josafata Hordashevska, das Irmãs Ucranianas, em Ponta Grossa -PR, e as reflexões durante os quatros dias, serão conduzidas por Dom Amilton Manoel da Silva, (CP), Bispo Auxiliar da arqui(diocese) de Curitiba.

Dom Amilton Manoel da Silva. (Imagem Divulgação).

Para o bispo, o tempo de retiro é uma tradição herdada pela Igreja desde os primeiros séculos, quando grandes santos reservavam tempo de silêncio para meditar sobre a vida e a caminhada cristã.

Citando o exemplo do próprio Jesus que se retirava para uma maior intimidade com o Pai, Dom Amilton comenta que ainda que o padre viva uma vida de intimidade na oração individual, o retiro traz um vigor maior ao presbítero.

“O retiro é marcado sobretudo pela escuta. Assim, o momento do presbítero engajado na pastoral, no compromisso com o povo e na oração pessoal, não substitui pelo menos uma vez por ano que ele se reúna com seu presbitério e faça seu retiro anual”,

enfatiza Dom Amilton.

Dom Amilton

Todos os anos no mês de fevereiro, para iniciar as atividades pastorais do novo ano, a diocese oferece este momento de convivência e de exercícios espirituais para os seus sacerdotes e diáconos. “Além das meditações propostas pelo pregador, dos momentos fortes de espiritualidade, o retiro é um momento propício para a convivência do clero. Os padres poderão conversar e trocar experiências. É muito bom para quem está o ano todo nos trabalhos e atividades pastorais, ter um tempo em que pode parar; rezar, meditar e conviver tranquilamente”, comenta padre Mário Glaab, administrador diocesano.

   Padres da Diocese de União da Vitória, em retiro de anos anteriores, em Ponta Grossa. (Imagem – Arquivo).

Motivando todo o clero a uma frutuosa participação, padre Mário comenta que espera o máximo de colaboração de todos os participantes, e solicita orações de todos para o êxito espiritual deste retiro. “É importante que o povo saiba que os seus pastores estão se ‘reabastecendo’, e que devem apoiá-los, seja compreendendo sua ausência da paróquia nestes dias, seja rezando por eles. Rezemos também pelo pregador para que possa ser um instrumento eficaz nas mãos de Deus”, convida o padre.

Áudio com padre Mário

Participante de muitos destes momentos na sua caminhada sacerdotal, padre Antônio Carlos Rodrigues, pároco da paróquia São José Castíssimo Esposo da Virgem Maria, de Antonio Olinto, explica que o retiro além de proporcionar o encontro fraterno de todo o clero, é um espaço importante de encontro com Deus e consigo mesmo. “Todos nós precisamos parar um pouco para refletir sobre a vida, sobre a nossa vocação, sobre a nossa missão. As vezes nos preocupamos em deixar a paróquia, mas é preciso colocar as pastorais também aos cuidados de Deus, porque é ele quem cuida, ao final das contas. E depois, voltando para nossas paróquias, geralmente conseguimos trabalhar melhor e cuidar melhor de nosso povo. O Retiro sempre faz muito bem ao padre”, testemunha ele.

Padre Antonio Carlos

Lembrando dos momentos que Jesus se retirava para rezar ao Pai, padre Antonio Carlos fala que o retiro dá forças ao sacerdote para poder continuar a caminhada de evangelização. “Também Jesus deixava as multidões e os apóstolos para se retirar. Também assim nós devemos nos retirar para estarmos ainda mais próximos de Deus, para continuarmos a nossa missão evangelizadora, a missão do Bom Pastor”, reflete padre Antonio.

Falando da dinâmica que pretende utilizar no retiro, para auxiliar o clero de União da Vitória a pensar em sua missão, e reafirmar sua vocação na entrega ao povo de Deus, o pregador revela que irá basear suas reflexões nas Bem-Aventuranças. “Iremos rezar o tema ‘a espiritualidade presbiteral à luz das Bem-aventuranças’, proclamadas por Jesus no Sermão da Montanha. Porém, entraremos na realidade presbiteral……e na caminhada da Igreja atual à luz dos Documento da Igreja”, diz Dom Amilton. 

Fala de Dom Amilton

Casa de Retiros Josafata Hordashevska, das Irmãs Ucranianas, em Ponta Grossa -PR.

Durante os dias do retiro, muitos padres contam com o importante auxílios dos Ministros Extraordinário da Comunhão Eucarística (MECEs), que dão suporte nas comunidades e matrizes, em celebrações como a Liturgia da Palavra, Encomendações e novenas, até o retorno do padre.

O Retiro do clero tem início na segunda-feira, ao meio dia, e término, na quinta-feira, com o almoço. 

Texto: Marcelo S. de Lara
Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória

 

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.