Igreja Católica Apostólica Romana

Setores Catedral e Sagrada Família dão formação a catequistas

Oferecendo oportunidade de aprendizagem, formação, convivência e partilha, a Equipe Diocesana da Catequese promoveu no dia 22 de maio mais um encontro Setorial de formação para catequistas.

Reunidos na igreja Catedral, em União da Vitória, catequistas do Setor Catedral que abrange as paróquias (Catedral Sagrado Coração de Jesus; Nossa Senhora de Fátima; Nossa Senhora do Rocio; São Judas Tadeu; Nossa Senhora das Dores; e São Miguel Arcanjo) e catequistas do Setor Sagrada Família, composto pelas paróquias (Sagrada Família de Nazaré, São Sebastião Mártir, São Cristóvão e Nossa Senhora da Salette, São Carlos Borromeu, Sagrado Coração de Jesus – Cruz Machado, e paróquia Sant’Ana), expressaram muita alegria e disposição para mais uma formação.

13244598_1143914585658861_9114772031312797261_n
Professor Sérgio trabalhando o tema da Misericórdia com os catequistas, no salão da Catedral.

Na parte da manhã, os catequistas aprofundaram o texto da Bula do papa Francisco, ‘Misericordiae Vultus’ (O Rosto da Misericórdia), apresentada pelo professor Sérgio Gelchaki. Na colocação do tema, os catequistas eram convidados a refletir como estavam usando da misericórdia de Deus na vida particular, na família, com a comunidade, e nos encontros de catequese.

13281812_825728784227581_2091423740_n
Professor Sérgio em momento de descontração no encontro.

“Quando ‘caímos’ mas buscamos a misericórdia, participamos do amor de Deus. O amor que tenho pelo outro, quando acolho o irmão que sofre, é sinal de misericórdia; é uma força que impulsiona as atividades da catequese e transforma vidas”, destacava Sérgio.

Entre outras colocações, conduzindo os catequistas a uma meditação, o professor ainda dizia que a Misericórdia é a manifestação do Coração de Deus para as pessoas. “Por isso tratar bem os catequizandos e os colegas catequistas, mostra que você vive a Misericórdia de Deus’’, concluiu ele.

Padre Frei Pedrinho com os catequistas.
Padre Frei Pedrinho falando da Laudato Si’ para os catequistas.

Na parte da tarde, Frei Pedrinho, um dos assessores da catequese na diocese junto com padre Sidnei Reitz, abordou o Documento Laudato Si’ (Louvado Seja). Lembrando o tema da Campanha da Fraternidade deste ano: Casa Comum: Nossa Responsabilidade, Frei Pedrinho recordou aos catequistas o papel de cada um como colaborador da Obra da Criação com Deus. “Na Criação Deus fez tudo e viu que tudo era bom. Nós como catequistas também temos a responsabilidade sobre nossa
comunidade, o bairro, a Igreja e o planeta todo, retribuindo assim ao amor que Deus tem por nós na Criação”, convocava o Frei.

Segundo padre Pedrinho, o exemplo pelo cuidado da Criação contagia os outros também. “Pequenos exemplos de cuidados são bem vistos por nossos catequizandos, desde a correta separação do lixo, a preservação e a economia da água. Gestos assim ajudam catequizandos e outros a comtemplar as maravilhas que Deus Criou, e à sempre se perguntarem: estou eu no caminho certo? Estou agindo de forma coerente ao amor na Criação?” concluiu o Frei.

13232917_1143917252325261_86107047676210427_nNos momentos finais do encontro, Célio Reginaldo Calikoski, coordenador diocesano da Catequese, junto com toda equipe, agradeceram a todos que de alguma forma contribuíram para que o encontro acontecesse, desde os palestrantes, os padres da Catedral, e os fiéis voluntários que se disponibilizaram para preparar as refeições e o espaço do salão.

Os padres Ermildo Krasovski, vigário da Catedral, e Cláudio Braciak, pároco da paróquia N. Sr.ª de Fátima, que também se fizeram presentes, também deixaram seu recado. “Agradecemos de coração a participação de vocês e incentivamos a sempre continuarem o trabalho de catequista, tão importante em nossas matrizes e comunidades”, expressaram ambos, concluindo assim o encontro.

Texto e Fotos: Douglas Ribasz
Seminarista e Catequista na Catedral

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.