Igreja Católica Apostólica Romana

Kidnapped Kid – Menino Sequestrado

(Letra e Música: Padre Emílio Bortolini)

1- On a foggy morning
I look at the sea
The waves bring something
That I still can’t see
It comes from the West, unlike the sun
It doesn’t bring light, only guns

I’m just a kidnapped kid
Taken away from my home
I’m  just a kid, kidnapped
I miss the place where I come from

2- The soldiers are gone,
We’re protected no more
Wolves from all around
Come at our door
Shall I walk that road?
Shall I pass through these gates?
Am I being punished? Is this my fate?

1- Numa manhã com neblina
Eu olho para o mar
As ondas trazem algo
Que ainda não consigo enxergar
Vem do oeste, ao contrário do sol
Não traz luz, só armas

Eu sou só um menino sequestrado
Levado para longe do meu lar
Eu sou só um menino sequestrado
Tenho saudades do lugar de onde eu venho

2- Os soldados se foram,
Não estamos mais protegidos
Lobos vindos de todos os lados
Chegam às nossas portas
Será que eu devo seguir esse caminho?
Devo passar por esses portões?
Estou sendo punido? É esse o meu destino?

_________________________________________

Dia 17 de Março celebramos o dia de S. Patrício, de quem sou muito devoto. Além de ter escrito minha dissertação de Mestrado, estou trabalhando numa “Ópera-Rock” sobre ele, e tomo a liberdade de apresentar algumas canções.
_________________________________________

  • Óculos:

Esta canção é sobre o grande evento na vida de Patrício, que mudaria não apenas a sua vida , mas o destino de muitos : o seu sequestro, ocorrido quando ele tinha apenas 15 anos.

A canção é em primeira pessoa, como se fosse ele mesmo cantando, lamentando o que está acontecendo e pedindo ajuda a quem possa estar ouvindo.

O refrão é um jogo de palavras, harmonizando “kidnapped kid” (menino sequestrado) com “kid, napped kid” (menino adormecido), referindo-se ao estado de letargia em que ele se encontrava.

Os “soldados que se foram” é uma referência à partida das guarnições romanas da Inglaterra no início do século V, que desestabilizou a região e ocasionou inúmeros ataques de povos vizinhos (os “lobos vindos de toda a parte”).

  • Pontes

A primeira situação de vida em que essa canção nos faz pensar é a do Tráfico Humano. A Campanha da Fraternidade de 2014 chamou a atenção para algo que muitos pensavam pertencer ao passado mas que fere a dignidade de mais de 20 milhões de pessoas ao redor do mundo!

Mas a canção também nos faz pensar naqueles acontecimentos inesperados que mudam o rumo de uma vida, como acidentes, doenças, separações. Num momento, tudo parece estar bem, e, no momento seguinte, o chão parece sumir debaixo dos pés.

  • Escadas

Se você já passou por uma situação dessas, talvez ainda tenha dificuldade em digeri-la, talvez ainda esteja marcado pela mágoa, pelo desejo de vingança, pela amargura que sempre acompanha quem se pergunta: “por que isso tinha que acontecer bem comigo?”. Nesse caso, a oração pode te ajudar a superar esses sentimentos. Você não pode mudar o passado, mas pode mudar a influência que ele exerce sobre você. Se achar isso difícil, não se preocupe, é normal que seja assim, e é preciso muito esforço e oração para não se deixar dominar pelo desânimo e continuar seguindo em frente.

Se você nunca passou por isso, em primeiro lugar agradeça, mas reze por quem está passando. Peça ao Senhor que mude os corações dos responsáveis por esses crimes e que fortaleça as vítimas, para que, mesmo que seus corpos estejam aprisionados, que seus espíritos permaneçam livres.

Ouça a Canção abaixo:

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*