Igreja Católica Apostólica Romana

Escola Catequética Diocesana realiza 5ª etapa da formação

                                              Participantes da Formação: Foto: Equipe Escola Catequética Diocesana.

Neste final de semana, 03 e 04, a Escola Catequética Diocesana realizou a 5ª Etapa de formação para a décima turma. Cada turma de catequistas da Diocese que fazem a Escola Catequética passam por seis etapas de formação, que acontecem duas vezes ao ano.

Reunidos na Casa de Formação Cristã Santa Rosa de Lima, em União da Vitória, os 58 catequistas que estiveram nesta Etapa, estudaram sobre a Espiritualidade, voltada para diversas dimensões de serviços na Igreja e na sociedade. Um dos palestrantes foi o diácono Claudimir P. Camargo, da paróquia Sagrada Família, de União da Vitória, que abordou a busca e a vivência de uma espiritualidade no mundo social, no mundo da vida das pessoas. “A Espiritualidade vai muito além. A fé, a oração são partes integrantes dessa espiritualidade. Mas ela é o modo como nós olhamos a sociedade, como conduzimos a nossa vida. Como eu me dirijo ao outro, ao mundo, expressa minha espiritualidade”, partilhou o Diácono.

Áudio Diác. Claudimir

 

Frei Kláubio, frade franciscano, falando aos alunos da Escola na sala de palestras da Casa de Formação. (Foto: Marcelo S. de Lara).

 

No sábado à tarde, Frei Kláubio, dos Frades Franciscanos Servos Missionários do Espírito Santo, abordou a traços da Espiritualidade vividas no Antigo e no Novo Testamento, e o seminarista Diego Nakalski tratou da Espiritualidade dos Ritos Litúrgicos.

Uma das propostas do Encontro foi orientar os catequistas a buscarem uma espiritualidade definida, que os identifique como pertencentes à Igreja. “Talvez uma das dificuldades é cada um buscar uma identidade específica, que se identifique. A fé é uma só, mas a espiritualidade ajuda a olhar ao outro com o olhar de Cristo por meio de uma determinada espiritualidade”, disse ainda o Diácono.

A identidade espiritual

 

Diácono Claudimir, na Capela da Casa de Formação. (Foto Marcelo S. de Lara).

No Domingo, a Escola proporcionou também espaços de plenária para os catequistas, de modo que todos pudessem partilhar experiências e sugerir ideias que agreguem na sua caminhada nas comunidades onde exercem a vocação. “A Escola tem a função de oferecer ao catequista uma mudança de vida a ele e aos catequisandos. O catequista precisa levar aos adolescentes a imagem de um Deus alegre, para que leve o catequisando a se apaixonar por Deus”, refletiu o Diácono Claudimir.

Além dos palestrantes, os alunos da Escola foram acompanhados pelo coordenador da Catequese, Célio Calikoski e demais membros da Equipe Diocesana, junto com voluntários, tendo ainda a presença no sábado pela manhã do padre Sidnei Reitz, assessor diocesano da Pastoral Catequética na Diocese.

O Fundamento da Escola

Texto: Marcelo S. de Lara
Setor de Comunicação
Diocese de União da Vitória

GALERIA FOTOS

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.